Os sabores das uvas


Cabernet Sauvignon



Considerada a “rainha das uvas”, se adapta bem em vários terroirs e fica ótima com outras uvas. Seus aromas e sabores são de groselha e cassis (a groselha negra), hortelã, pimentão verde, violetas e se passar por carvalho, madeira de cedro e baunilha. Quando envelhece, adquire notas de chocolate em pó, tabaco e frutas em compota.








******************************************************************************

Chardonnay




Inicialmente pouco aromática, é uma das castas que mais absorvem características do solo e da vinificação. Podemos citar frutas cítricas, como maçã verde, limão e tangerina, e as mais tropicais, como abacaxi, maracujá, pêssego e damasco. Manteiga e coco sempre aparecem quando envelhecido em carvalho.







******************************************************************************

Malbec



De sabor maduro de frutas secas e especiarias, deixa um leve adocicado no paladar por conta dos taninos redondos e elevada graduação alcoólica que alcança. Também apresenta aromas de ameixa, geleia de cereja e notas florais.









******************************************************************************

Chenin Blanc



Bastante floral. A variedade reúne, como num buquê, acácias, madressilvas, capim-limão e uma presença ainda que sutil de grama e palha. Maçã verde, melão e grapefruit (toranja) participam para dar aquele amargorzinho. Os mais completos ainda finalizam com amêndoas!









******************************************************************************


Carmènére



Extremamente terrosa e vegetal, esta cepa sempre deixa seu toque expressivo de pimentões, cogumelos e terra. Algumas vezes, vai mais para o lado do enxofre, outras procura "picância" das especiarias e frutas vermelhas.










******************************************************************************