segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Vinitaly 2016 celebra o 50º ano de sua história de sucesso


Vinitaly pode ser considerada um destino de sonho para qualquer produtor, comerciante, enólogo, sommelier ou simplesmente de qualquer apreciador de vinho. Anualmente no mês de abril, Verona na Itália se transforma na cidade do vinho, ou na "Meca dos árabes" para os amantes da bebida. Vinitaly 2016 celebra o 50º ano de sua história de sucesso, acontecendo entre os dias 10, 11, 12 e 13 deste mesmo mês.

Nascida em 1967, a Vinitaly é o evento que mais do que qualquer outra feira traçou a evolução do sistema nacional e internacional de vinhos, ajudando a torna-lo uma das realidades mais cativantes e dinâmicas do "Made in Italy". São mais de 4.000 expositores entre os grandes e já tradicionais aos pequenos e raros, que contribuem para o sucesso deste grande show da enologia mundial. Na "cidade do vinho" tudo funciona perfeitamente. São grandes pavilhões distintos e alguns interligados que separam os produtores conforme a sua região de procedência. Pavilhões como Toscana, Campania, Sicília, Vêneto, Lombardia, Franciacorta, Marche, Puglia, entre as demais regiões italianas, poderão ser visitados, facilitando a localização do produtor de preferência e também do estilo. São "feiras à parte dentro de uma grande feira" e assim, ao estar na Vinitaly, a sensação é de projetar-se a uma experiência que leva ao experimento de sensações gustativas regionais, como se o próprio visitante estivesse descobrindo cada cantinho da Itália. A feira - cidade é de deixar qualquer um de boca aberta.

Dicas importantes para quem deseja visitar a Vinitaly 2016


Programe-se para fechar o pacote completo: Um dia não é absolutamente "nada" para quem almeja visitar a "cidade do vinho". Faça o pacote completo de 4 dias. Pode até apertar um pouquinho no orçamento, mais acredite, vale a pena. A feira é um complexo gigante e as horas-dia ali passam voando diante a tantas possibilidades de visitação aos estandes, o que pode deixar o visitante confuso caso ele não se planeje com antecedência. A promotora facilita os valores dos convites para quem opta por comprar o pacote de dias completos onde acaba saindo mais caro comprar a diária. O "biglieto gionaliero" ou bilhete diário custa € 80 e/ou € 75 através da compra efetuada on-line. O pacote para os 4 dias custa € 120 e/ou € 115 através da compra efetuada on-line.

Onde se hospedar: são muitas as opções de hotéis que variam de preços entre € 170 a € 375 (diária). Nessa época a procura por hotéis na cidade é imensa. Imagine visitantes de todo o mundo querendo estar alí. Os custos de estadia consequentemente triplicam neste período do ano. Algumas opções de hospedagem: Hotel Fiera Verona, Hotel Catullo Verona, Best Westen CTC Hotel.

Utilize os micro-ônibus gratuitos localizados em alguns pontos da cidade com destino a feira: assim como ocorre nos Trade Shows do Brasil, a promotora do evento - neste caso a Verona Fiere - concede aos visitantes transportes gratuitos saindo de vários pontos da cidade com programação de horário (das 8:30h às 19:45 ida e volta) e partida a cada 15 minutos. A Piazza Bra, no centro da cidade será um dos pontos de partida, além do aeroporto Valerio Catullo. Uma boa oportunidade para economizar alguns Euros com Taxi, que nesses dias de feira acabam enfrentando congestionamentos acima da média diária.

Dicas de ouro. O  que visitar na Vinitaly. Programe-se antecepidamente para um verdadeiro show: faça uma pesquisa dos produtores por região escolhendo alguns que são referências, como por exemplo, do Vêneto o produtor Masi, Zonin, Ruggeri; da Sicília o Tasca de Almerita; da Campania o produtor Molettieri e etc e assim sucessivamente, ou seja, ao menos 5 por região. Caso não conheça bem os produtores italianos, peça uma ajuda a um amigo entendedor de vinhos ou pesquise através de livros especializados ou pela internet. O importante é fazer uma listinha antecipada, assim garantirá conhecer alguns dos mais importantes de cada região. Isso dará uma sensação de "alívio" tão grande, já que lá é impossível conhecer tudo e todos (lembrando como já fora dito acima, são mais de 4.000 expositores presentes). 

O que vestir: Sapatos e roupas confortáveis também são recomendados, além de casacos que não precisam ser extremamente pesados. Nesta época do ano o clima na Itália é bem ameno.

E se possível for, dê uma esticadinha aos lugares fantásticos da cidade: Arena di Verona, Casa di Giulietta: Via Cappello, 23 - Verona, Lago di Garda (a 30 km de Verona). 

Até o próximo post!
Vanda Meneguci.