terça-feira, 29 de julho de 2014

Degustação de Azeites e Vinhos Italianos com Lisomar Silva


Azeites e vinhos tem tudo a ver, principalmente em um país como a Itália, grande produtor dessas, digamos assim, maravilhosas iguarias, e foi assim que aconteceu a degustação de azeite e vinho na ABS - SP no dia 23 de julho ministrada pela Sommelière Lisomar Silva, (formada na Itália) a qual contou com apoio da ICE (Agência para Internacionalização das Empresas Italianas) para a degustação dirigida aos azeites. A degustação inciou primeiramente com os vinhos, seguindo a seguinte ordem: Bocciolo Lambrusco Grasparossa safra 2013, Yume Montepulciano D`Abruzzo DOC safra 2010, Montiano safra 2010, Radici Taurasi DOCG safra 2008. Já os azeites foram De Cecco, Olitalia, Costa D`Oro e Basso. Houve todo um preparo para a degustação, (do azeite) desde o copo de cor azul, utilizado em degustações técnicas, até alguns pedaços de maçã verde para o preparo das papilas gustativas. Aprendi com a Lisomar que para se degustar um azeite, deve - se oxigena -lo com a boca, e que pungência e amargor (que diferente do vinho, amargor pode caracterizar defeito) são características qualitativas.

 Vamos então para as respectivas degustações?

Vinhos:

1)  Produtor: Medici Ermete & Figli Srl.
Vinho: Bocciolo Lambrusco Grasparossa
País/ Região: Itália / Emilia - Romagna
Safra: 2013
Casta: 100% Lambrusco
Cor: rubi translúcido.
Aromas: frutas vermelhas, groselha, cereja, mel, especiarias doces (canela) e rosas vermelhas.
Boca: frutado, macio, especiarias leve, equilibrado.
Comentários: Lambrusco é um dos vinhos mais importantes da Emilia - Romagna. Existem 12 tipologias do estilo, e também é grande a variedade  disponibilizada no mercado entre vinhos de qualidade mais simples e de qualidade superior, como o Bocciolo.
R$ 59,80
Importador: Decanter. www.decanter.com.br

2)  Produtor: Caldora Vini Srl.
Vinho: Yume Montepulciano D`Abruzzo DOC
País/ Região: Itália / Abruzzo - Ortona
Safra: 2010
Casta: 100% Montepulciano
Cor: rubi intenso com reflexos violáceos.
Aromas: frutas vermelhas, frutas silvestres, especiarias, amaretto (biscoito doce típico da Itália feito com amêndoas).
Boca: bom corpo, acidez e equilíbrio.
Comentários: Montelpulciano é uma das uvas que mais se difundiu na Itália, sendo das castas que mais suportam intempéries. A cantina Caldora é reconhecida pelo seu modelo de inclusão social. Conta com um grupo de voluntários os quais ajudam dependentes de drogas e álcool, o grupo Soggiorno Proposta.
R$ 82,76
Importador: Casa Flora. www.casaflora.com.br

3)  Produtor: Azienda Falesco Srl.
Vinho: Montiano
País/ Região: Itália / Lazio - Úmbria
Safra: 2010
Casta: 100% Merlot
Cor: vermelho rubi granada intenso com leve halo de evolução e lágrimas retintas.
Aromas: frutas vermelhas, especiarias, baunilha.
Boca: boa acidez, equilíbrio e maciez.
Comentários: Falesco é um renomado produtor da Itália com vinícolas no Lazio e na Úmbria. Montiano é um vinho único, casta  clone da francesa Merlot, aclamado como um dos maiores tintos italianos, distinguindo-se por sua notável elegância e estrutura . Famosa por seu vinho Est! Est!! Est!!! Poggio dei Gelsi que em poucos anos conseguiu recuperar a atenção para um território praticamente desconhecido.
R$ 281,00
Importador: Winebrands. www.winebrands.com.br

4)  Produtor: Mastroberardino SpA
Vinho: Radici Taurasi DOCG 
País/ Região: Itália / Campania
Safra: 2008
Casta: Aglianico
Cor: vermelho rubi granada de média intensidade.
Aromas: cerejas, morangos silvestres, especiarias e um leve toque de chocolate.
Boca: taninos de grande estrutura, picância e um leve amargor agradável.
Comentários: Mastroberardino é o maior e mais premiado nome da Campania. Sua maior especialidade são os tintos da cepa Agliânico, casta autóctone, considerada a mais nobre do sul da Itália.
R$ 221,78
Importador: Mistral. www.mistral.com.br

Azeites

1) De Cecco
 Produtor: F.LLI De Cecco di Filipo
 Região: Fara S. Martino, província de Chieti, Abruzzo (Itália).
 Análise organoléptica: grama cortada, maçã verde, nozes, sálvia.
 Em boca, é persistente, denso e amargo.

2) Olitalia
Produtor: Olitalia Srl
Região: Forli, Emilia Romagna (Itália).
Análise organoléptica: alecrim, sálvia, picância  e corpo.

3) Costa D´Oro
Produtor: Costa D´Oro S.P.A
Região: Spoleto, Úmbria (Itália).
Análise organoléptica: cheiro verde, amêndoa, leve picância e estrutura.

4) Basso
Produtor: Basso Fedele & Figli Srl.
Região: San Michele di Serino, Campania (Itália).
Análise organoléptica: frutado, intenso, complexo. Picância, amargor e untuosidade.



















  Até o próximo post!
  Vanda Meneguci.





domingo, 20 de julho de 2014

Domingo, Nhoque da mama e vino!


 Domingo e almoço em família. O Nhoque ao molho sugo feito pela "mama" e um delicioso vinho para harmonizar. Entre tantos estilos de vinhos, é importante sempre lembrar que tomate é uma fruta, e fruta (tomate do molho) precisa harmonizar com um vinho jovem, frutado e de corpo médio. E porque não partir para uma compatibilização além de gastronômica também cultural? E foi assim que decidi por um Montepulciano d´ Abruzzo. Montepulciano é uma uva autóctone da Itália Central. Junta-se aí a casta ao nome da região onde a uva é principalmente cultivada (Abruzzo) tendo a oeste a Cordilheira dos Apeninos e a leste o Mar Adriático.


Vamos lá para impressões deliciosas deste vinho?

Vinho: Montepulciano d`Abruzzo 
Produtor: Bonacchi
Castas: 85% Montepulciano, 15% outras uvas
Safra: 2012
Cor: vermelho púrpura 
Aromas: frutas vermelhas e escuras (cerejas, framboesas) notas florais, e uma leve especiaria.
Boca: frutado, taninos macios. Um vinho muito fácil de beber e de harmonização com vários tipos de massa.







Onde comprar: 
Vino Mundi: www.vinomundi.com.br
R$ 37, 34

Até o próximo post!

Vanda Meneguci


domingo, 6 de julho de 2014

Degustação de vinhos Catena e Rothschild


"Quem aqui está casado? Levantem as mãos os homens aqui casados. E as mulheres também. E agora, os homens solteiros; e as mulheres. Vocês podem hoje aqui encontrar os seus pares". Foi de uma forma bastante descontraída que Fernando Buscema, enólogo da Bodegas Caro, iniciou sua apresentação para argumentar a junção de dois grupos de produtores de vinhos tradicionais e de referências mundias: De um lado, lá em Bordeaux, ao sudoeste da França, o poderoso Lafite Rothschild, e do outro lado, aqui para a América do Sul, Argentina, na região de Mendoza, e ao oeste do pais, a renomada Bodega Catena Zapata. Com essa junção e "casamento" que o Fernando tem a ver, pois de ambas surgiu a Bodegas Caro, vinícola a qual ele é enólogo, também situada em Mendoza. Para essa noite de degustação na ABS-SP, foram degustados cinco vinhos: 3 rótulos pertencentes a Bodegas Caro, um do Domaine d´Aussiéres (Lafite), e um rótulo da Bodega Catena Zapata.


Vamos então para os vinhos?

1) Châteux d´Aussières safra 2009
Produtor: Domaine D´Aussieres - França
Castas: Syrah, Grenache, Mourvèdre, Carignan
Cor: vermelho rubi de média intensidade com leve halo de evolução
Aromas: frutas escuras, especiarias, tabaco
Boca: fresco, retrogosto frutado, taninos integrados


2) Angelica Zapata Malbec 2009
Produtor: Bodega Catena Zapata - Argentina
Casta: 100% Malbec
Cor: vermelho rubi de média para alta intensidade com reflexos violáceos
Aromas: frutas vermelhas, framboesa, groselha, chocolate, especiarias, café torrado, coco queimado
Boca: boa fruta, taninos bem equilibrados e elegantes, boa acidez.Um ótimo vinho, ainda com potencial de guarda


3) Aruma safra 2012
Produtor: Bodegas Caro - Argentina
Casta: 100% Malbec
Cor: vermelho rubi de média intensidade
Aromas: frutas vermelhas, frutas escuras, violetas
Boca: boa intensidade de fruta, boa acidez, taninos com um leve amargorzinho sem incomodar muito. Um vinho jovem, sem passagem em madeira para maturação.


4) Amancaya safra 2011
Produtor: Bodegas Caro - Argentina
Castas: 50% Cabernet Sauvignon, 50% Malbec
Cor: vermelho rubi de média intensidade com reflexos violáceos
Aromas: frutas vermelhas maduras, cerejas, frutas escuras, ameixas, notas balsâmicas, madeira, complexo
Boca: boa estrutura, bastante integrado a fruta, boa acidez, elegância e equilíbrio. Bastante potencial de envelhecimento, melhor se consumido daqui uns 6 anos.


5) Caro safra 2010
Produtor: Bodegas Caro - Argentina
Castas: 60% Cabernet Sauvignon, 40% Malbec
Cor: vermelho rubi de média para alta intensidade com reflexos violáceos sem halo de evolução
Aromas: frutas vermelhas, frutas escuras, especiarias, madeira
Boca: taninos potentes, boa acidez, taninos elegantes e equilibrados.

Todos os vinhos degustados são importados pela Mistral: http://www.mistral.com.br

Até o próximo post!

Vanda Meneguci